Blog Pointer Revestimentos Cerâmicos
Main Navigation
Search Button
Site Pointer
Close Menu

3 formas eficientes para remover riscos da cerâmica + dicas de limpeza

Dicas técnicas
Autor: Pointer - Data:

A cerâmica é um excelente produto para agregar toques de cor, estampas e texturas a diferentes ambientes residenciais.

Porém, como qualquer material, ela demanda cuidados específicos no processo de limpeza para que mantenha todas as suas características intactas e dure por mais tempo.

Além da poeira que se acumula diariamente sobre as paredes e os pisos revestidos, você também poderá se deparar com marcas irregulares, muitas vezes causadas por atritos, queda de objetos, contato com alguma superfície cortante ou um forte impacto.

Sabendo disso, separamos neste artigo algumas dicas para remover riscos da cerâmica. Vamos ensinar também cuidados preventivos para proteger o material e evitar esse problema. Acompanhe e saiba como controlar ou evitar o aparecimento de novos arranhões!

Três maneiras de remover riscos da cerâmica

Diversos produtos e materiais podem causar as temidas marcas sobre a cerâmica. Em todo caso, é fundamental garantir que a superfície atingida esteja limpa e livre de partículas antes de realizar qualquer procedimento. Veja abaixo algumas opções para manter sua parede ou piso sempre brilhante.

1. Limpeza com saponáceo cremoso

O saponáceo cremoso (CIF) é um ótimo aliado na limpeza de peças de cerâmica. Com o produto, você consegue remover riscos e manchas simples do revestimento. Aplique com um pouco de água e, utilizando uma flanela ou esponja macia, realize movimentos circulares. Finalize com água e seque a superfície com um pano.

2. Limpeza com detergente

Os detergentes neutros também costumam ajudar na remoção de arranhões leves. O processo de limpeza é o mesmo do saponáceo: diluir em um pouco de água, esfregar a peça com um material macio (esponja ou flanela), enxaguar e secar. Outra alternativa é o Veja Cloro Ativo, que pode ser aplicado em diferentes pisos e azulejos.

3. Limpeza com vinagre

Para quem gosta de soluções caseiras, não poderia faltar o bom e velho vinagre. Trata-se de um ácido orgânico eficiente para limpar sem causar danos ao acabamento da cerâmica. Procure umedecer a região arranhada com um pouco de água antes de aplicar o vinagre. Em seguida, faça um pouco de pressão utilizando um pano e enxágue.

Quais substâncias devemos evitar?

Algumas misturas caseiras, como limão com bicarbonato, podem ser perigosas para o revestimento. A reação química desses produtos costuma ser imprevisível.

Quando você usa o vinagre sozinho, por exemplo, ele tem determinada reação. Mas não sabemos o que vai acontecer ao misturar limão ou bicarbonato.

Tudo isso depende da química e da quantidade adicionada. Algumas substâncias ou doses são capazes de criar um ataque químico e danificar a superfície da cerâmica. Então é melhor não arriscar, concorda?

O ácido muriático também costuma corroer a cerâmica esmaltada, deixando-a fosca e porosa. Isso faz com que ela acumule mais sujeira.

Alguns produtos de limpeza pós-obra contêm esse ácido na sua composição. Se ele for imprescindível para retirar algum excesso de cimento que o assentador deixou para trás, é preciso ter cuidado para que o produto não prejudique a cerâmica.

Evite também a palha de aço. Ela é abrasiva e pode causar riscos na superfície do revestimento.

Cuidados preventivos para proteger o revestimento

Nem sempre é possível evitar o aparecimento de arranhões, mas isso não deve ser desculpa para não colocar em prática alguns cuidados preventivos. Tomando as devidas precauções, você protege o revestimento para deixá-lo com aspecto bonito e, de quebra, evita a necessidade de reforma para substituição das peças.

Veja abaixo algumas atitudes que contribuem para a conservação da cerâmica.

Remover partículas antes da limpeza

Grãos de areia, pedriscos e até partículas minúsculas de poeira são capazes de danificar a cerâmica, seja ao arrastar móveis ou mesmo no atrito com os pés das pessoas. Por isso, é importante remover esses materiais do piso e da parede antes de realizar a limpeza com água.

Nos pisos, o ideal é utilizar um aspirador de pó ou vassoura com cerdas macias, tomando cuidado com os cantinhos que costumam acumular resíduos. Nas paredes, você pode fazer uso de flanelas secas ou panos com fibras macias que permitam retirar resquícios de poeira grudados no revestimento.

Esse cuidado com a limpeza seca é importante para evitar atritos que causam os arranhões nas peças. Em seguida, você já pode seguir com a rotina normal de limpeza para manter a casa perfumada e a cerâmica protegida.

Jogar água antes da solução/produto

Independentemente de usar vinagre, saponáceo ou detergente, é importante que você sempre umedeça o revestimento antes de aplicar o produto. Assim, as chances de agredir o acabamento são menores, e você ainda controla a quantidade da solução utilizada durante a limpeza.

Evitar a aplicação de produtos fortes

Utilize apenas os produtos indicados no tópico anterior para fazer a limpeza das cerâmicas. Não aplique soluções com fórmulas agressivas, como ácido muriático, ácido fluorídrico e impermeabilizantes, pois muitos danificam o material em longo prazo. Do mesmo modo, vassouras e esfregões com cerdas duras devem ser evitados.

Colocar feltro sob os pés dos móveis

Para remover riscos da cerâmica, muitas pessoas precisam mudar os móveis de lugar. O problema é que esse processo também causa danos, afinal, os pés de mesas e cadeiras e outras partes da mobília são duros e capazes de riscar o revestimento.

A melhor maneira de evitar o surgimento de novos arranhões é colocar pedaços de feltro sob os móveis, em todas as partes que têm contato direto com o piso. Cantos e quinas também devem ser cobertos com algum material macio para que não danifiquem a cerâmica presente nas paredes.

Alguns modelos de móveis têm rodinhas de silicone justamente para evitar esse tipo de problema, mas é sempre bom conferir as condições da peça antes de arrastá-la sobre o piso. Mesmo com tudo protegido, é importante se certificar de que o chão está limpo antes de mudar as coisas de lugar.

Escolher o produto certo

Por fim, outra maneira de conservar a cerâmica bonita por mais tempo é fazer a escolha certa do produto, de acordo com a área. Por exemplo: modelos com acabamento natural costumam ser mais resistentes ao risco quando comparados com acabamentos brilhantes.

Por isso, vale apostar em cerâmicas naturais em áreas com grande tráfego ou ambientes externos, visto que têm recebem mais partículas de terra e poeira.

Assim, você evita contato direto do revestimento com os pedriscos e outros resíduos vindos de fora. Prefira deixar as peças brilhantes para espaços protegidos, como salas de estar, quartos, cozinhas e outros locais cobertos/fechados.

E então? Aprendeu como remover riscos da cerâmica de maneira eficiente? Agora que você já conhece os principais cuidados necessários com esse tipo de produto, aproveite para conferir nosso artigo sobre o design e outras características das cerâmicas Pointer.

#VivaSuaCasa #DesignDemocrático #DicaPointer #Decoração #MaisDesignEmSuaVida