Blog Pointer Revestimentos Cerâmicos
Main Navigation
Search Button
Site Pointer
Close Menu

Tipos de cerâmicas e supercerâmicos que reproduzem madeira: modelos ideais para cada ambiente

Dicas Pointer
Autor: Pointer - Data:

Com o avanço da tecnologia, os pisos e revestimentos cerâmicos estão se tornando cada vez mais bonitos, duráveis e funcionais.

Além disso, eles apresentam uma grande versatilidade, já que podem ser usados em diferentes espaços e são adequados a estilos distintos de decoração, desde as propostas rústicas até as clássicas.

Uma das grandes novidades em pisos e revestimentos são os supercerâmicos que reproduzem madeira, popularmente chamadas de “amadeiradas”. São materiais que chegaram para ficar, pois unem elegância e charme na justa medida para os mais variados projetos.

Essas nova categoria de cerâmica, além de oferecer várias vantagens técnicas (conheça aqui!), têm uma aparência bem próxima ao visual das madeiras, com cores, texturas e padrões que remetem ao material natural.

Quer conhecer melhor os tipos de releitura de madeira em supercerâmico (e também de cerâmicas) e descobrir quais são os modelos ideais para cada ambiente? Leia o artigo e fique por dentro!

Quais são as vantagens das cerâmicas amadeiradas?

Essas peças são vantajosas em vários aspectos. Elas combinam resistência, estética, praticidade de limpeza e manutenção, facilidade de instalação, ótimo custo-benefício e alto potencial decorativo.

São tão democráticas que podem ser aplicadas tanto em espaços internos, como quartos e salas, quanto em ambientes externos, como varandas e áreas gourmet.

Outro ponto positivo desse tipo de material é a sustentabilidade, uma vez que, ao escolher supercerâmicos que reproduzem madeira, essa decisão contribui para a preservação ambiental.

Para completar, as peças com a estética da madeira são ideais para quem busca a sensação de conforto e acolhimento na casa.

Quais são os tipos de pisos e revestimentos cerâmicos que reproduzem madeira?

Hoje é possível encontrar no mercado diversas opções de piso e revestimentos que simulam o formato, cor e textura de madeiras maciças, além dos populares laminados e vinílicos.

Eles são capazes de criar uma atmosfera aconchegante para qualquer décor, já que mantêm as principais características estéticas da matéria-prima natural.

Atualmente existem até as cerâmicas em formato de tábua, que podem ser instaladas na vertical ou na horizontal, ampliando assim as possibilidades de personalização.

Essas tábuas têm dimensões de 15×90cm e permitem a aplicação em pisos e paredes de diferentes cômodos da residência.

Quais são os modelos disponíveis?

Há inúmeros tipos de supercerâmicos amadeirados. A linha Mediterrânea, por exemplo, reproduz tábuas de espécies de madeiras originárias de florestas de clima mediterrâneo, ou seja, de inverno ameno e chuvoso em contraste com o verão quente e seco. São árvores nativas de  regiões da América do Sul, Austrália e costa oeste americana.

Já a Avelana é inspirada em uma árvore da Patagônia, que conta com madeira de tonalidades claras, que vão do marfim ao dourado. Além disso, os veios são suaves e formam desenhos sutis, que caem muito bem em projetos com um estilo urbano e contemporâneo.

Por outro lado, Olivier Chocolat  é baseada na Oliveira, uma espécie de árvore centenária da Provence. Seus veios são orgânicos, apresentam pequenos nós e as cores são amendoadas — que ficam incríveis em espaços internos, como salas, quartos e escritórios.

A Rovere se inspira no carvalho europeu, cuja principal característica consiste nos veios gráficos, enquanto a Chevron remete à tradição francesa dos parquets, capazes de formar padronagens muito interessantes.

Como o visual dos dois modelos é clássico, aconchegante e versátil, ambos os tipos de supercerâmicos podem ser usados em todos os cômodos da casa, desde que o estilo decorativo do ambiente seja respeitado.

Cumpre ressaltar que, além das releituras de madeira presentes na linha Mediterrânea, há os produtos cerâmicos da linha Raízes, que lançam um olhar moderno para diferentes momentos históricos da arquitetura brasileira.

Há, por exemplo, uma clara referência à madeira de demolição, uma herança mineira.

Para completar, há também opções de cerâmicas, como a linha Lenho, que traz a reprodução de belas espécies nativas do Brasil, como a Aroeira e Imbuia.

Com um enorme potencial decorativo, todos os revestimentos cerâmicos 60×60 da linha Lenho ficam perfeitos na parte externa. Boas pedidas para áreas gourmet, varandas e espaços de lazer são os modelos Deck CanelaRefloresta BegeDeck SucupiraLenho RipaParquet AcáciaParquet JequitibáParquet MarfimNativa AroeiraNativa Imbuia e Nativa Pátina.

Para quem quer ter a beleza da madeira, com maior durabilidade e sem gastar muito na reforma ou construção com madeira natural maciça, as releituras em cerâmica são uma solução econômica, que não deixa a desejar na qualidade. Fica a dica!

Voltando aos supercerâmicos, as novidades estão nas linhas Tropicalia Mix Canela e Mix Cedro, nos tamanhos 15x90cm, com acabamento retificado. São revestimentos que reproduzem espécies das florestas tropicais brasileiras.

Gostou de saber um pouco mais sobre os supercerâmicos e cerâmicas amadeiradas? Quer conhecer melhor as opções de materiais que reproduzem madeira? Fale conosco no site ou entre em contato nas redes sociais. Esperamos você!

#VivaSuaCasa #DesignDemocrático #DicaPointer #Decoração #MaisDesignEmSuaVida